O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita e não está sendo avaliada para publicação por outra revista.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para os Autores.
  • Em caso de submissão a uma das seções com avaliação pelos pares (Artigo de pesquisa original, Artigo de revisão, Artigo de Reflexão, Estudo de Caso), as instruções disponíveis em Assegurando a avaliação pelos pares cega foram seguidas.
  • A Folha de Rosto e “Termo de transferência de direitos autorais e responsabilidade dos autores”, assinado por todos os autores do trabalho, foram encaminhadas como documentos suplementares.
  • O título e o resumo estão apresentados no corpo do texto nos três idiomas de publicação: português, inglês e espanhol.
  • Os descritores são termos válidos, retirados da: Terminologia em Psicologia (http://newpsi.bvs-psi.org.br/cgi-bin/wxis1660.exe/iah/?IsisScript=iah/iah.xis&lang=P&base=TERMINOLOGIA)
  • URLs e DOIs para as referências foram informadas quando possível.
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.

Diretrizes para Autores

SUBMISSÃO

Os autores interessados em enviar suas contribuições a Self devem ler atentamente e concordar com a Política Editorial e as Diretrizes para os Autores.

Antes de submeterem o manuscrito, TODOS os autores devem ser cadastrados na plataforma de submissão on-line (OJS).

Documentação

Além do manuscrito, o(s) autor(es) deve(m) encaminhar os seguintes documentos:

- folha de rosto (com os dados de todos os autores do trabalho);

- documento “Termo de transferência de direitos autorais e responsabilidade dos autores”, assinado por todos os autores do trabalho; e

- se aplicável, o documento “Termo de Consentimento Esclarecido”, assinado pelo paciente.

O manuscrito e essa documentação devem ser submetidos exclusivamente por esta plataforma de submissão on-line (OJS).

TIPOS DE MANUSCRITOS ACEITOS PARA PUBLICAÇÃO

Artigos de pesquisa original

Apresentação de dados e/ou evidências científicas nunca antes publicados, resultantes de investigações científicas originais sobre temas de interesse para o campo da psicologia analítica e obtidos com o uso de diferentes metodologias, como, por exemplo: ensaios clínicos, estudos de coorte e modelos experimentais de caso único.

Este tipo de trabalho é avaliado pelos pareceristas ad hoc da Self, dentro de um processo duplo cego.

Obrigatoriamente os artigos de pesquisa original devem apresentar:

(a) Título nos três idiomas de publicação (português, inglês e espanhol). O título no idioma original deve ter até 100 toques (caracteres com espaço).
(b) Resumo nos três idiomas de publicação (português, inglês e espanhol). O resumo deve ter entre 150 e 300 palavras e deve apresentar o objetivo do trabalho, a metodologia utilizada, seus resultados e conclusões, em um único parágrafo e sem subdivisões.
(c) Descritores (termos do vocabulário controlado) nos três idiomas de publicação (português, inglês e espanhol). Devem ser apresentados de três (3) a seis (6) descritores, separados por vírgula e em letra minúscula (salvo em caso de nome próprio). É obrigatória a utilização de termos válidos, retirados da: Terminologia em Psicologia (http://newpsi.bvs-psi.org.br/cgi-bin/wxis1660.exe/iah/?IsisScript=iah/iah.xis&lang=P&base=TERMINOLOGIA).

Recomenda-se que a elaboração do texto siga a estrutura de um manuscrito científico com:

(a) Introdução, onde se apresenta o objetivo da pesquisa e o pano de fundo no qual ela foi desenvolvida;
(b) Desenvolvimento, descrevendo a metodologia utilizada, o perfil dos participantes do estudo, procedimentos, instrumentos etc.;
(c) Resultados;
(d) Discussão;
(e) Conclusão ou Considerações Finais; e
(f) Referências.

Os artigos de pesquisa original devem ter no máximo 8.000 palavras, incluindo referências, legendas de imagens, tabelas, agradecimentos e outros elementos.

Estudos de caso

Análise de um caso específico de interesse para o campo da psicologia analítica.

Este tipo de trabalho é avaliado pelos pareceristas ad hoc da Self, dentro de um processo duplo cego.

Obrigatoriamente os estudos de caso devem apresentar:

(a) Título nos três idiomas de publicação (português, inglês e espanhol). O título no idioma original deve ter até 100 toques (caracteres com espaço).
(b) Resumo nos três idiomas de publicação (português, inglês e espanhol). O resumo deve ter entre 150 e 300 palavras e deve apresentar o objetivo do trabalho, a metodologia utilizada, seus resultados e conclusões, em um único parágrafo e sem subdivisões.
(c) Descritores (termos do vocabulário controlado) nos três idiomas de publicação (português, inglês e espanhol). Devem ser apresentados de três (3) a seis (6) descritores, separados por vírgula e em letra minúscula (salvo em caso de nome próprio). É obrigatória a utilização de termos válidos, retirados da: Terminologia em Psicologia (http://newpsi.bvs-psi.org.br/cgi-bin/wxis1660.exe/iah/?IsisScript=iah/iah.xis&lang=P&base=TERMINOLOGIA).

Recomenda-se que a elaboração do texto siga a estrutura de um relato científico de estudo de caso com:

(a) Introdução, onde se apresenta o objetivo da pesquisa e o pano de fundo no qual ela foi desenvolvida;
(b) Relato;
(c) Discussão;
(d) Considerações; e
(e) Referências.

Os estudos de caso devem ter no máximo 8.000 palavras, incluindo legendas de imagens, tabelas, agradecimentos e outros elementos.

Artigos de reflexão (ensaios)

Apresenta uma abordagem conceitual e teórica sobre temas de interesse para o campo da psicologia analítica. A discussão se pauta em referenciais teóricos e científicos. 

Este tipo de trabalho é avaliado pelos pareceristas ad hoc da Self, dentro de um processo duplo cego.

Obrigatoriamente os artigos de reflexão devem apresentar:

(a) Título nos três idiomas de publicação (português, inglês e espanhol). O título no idioma original deve ter até 100 toques (caracteres com espaço).
(b) Resumo nos três idiomas de publicação (português, inglês e espanhol). O resumo deve ter entre 150 e 300 palavras e deve apresentar o objetivo do trabalho, a metodologia utilizada, seus resultados e conclusões, em um único parágrafo e sem subdivisões.
(c) Descritores (termos do vocabulário controlado) nos três idiomas de publicação (português, inglês e espanhol). Devem ser apresentados de três (3) a seis (6) descritores, separados por vírgula e em letra minúscula (salvo em caso de nome próprio). É obrigatória a utilização de termos válidos, retirados da: Terminologia em Psicologia (http://newpsi.bvs-psi.org.br/cgi-bin/wxis1660.exe/iah/?IsisScript=iah/iah.xis&lang=P&base=TERMINOLOGIA).

Os artigos de reflexão devem ter no máximo 6.000 palavras, incluindo legendas de imagens, tabelas, agradecimentos e outros elementos.

 Artigos de revisão de literatura 

Avaliação crítica e atualizada de artigos científicos já publicados sobre um determinado tema de interesse para o campo da psicologia analítica.

Este tipo de trabalho é avaliado pelos pareceristas ad hoc da Self, dentro de um processo duplo cego.

Obrigatoriamente os artigos de revisão de literatura devem apresentar:

(a) Título nos três idiomas de publicação (português, inglês e espanhol). O título no idioma original deve ter até 100 toques (caracteres com espaço).
(b) Resumo nos três idiomas de publicação (português, inglês e espanhol). O resumo deve ter entre 150 e 300 palavras e deve apresentar o objetivo do trabalho, a metodologia utilizada, seus resultados e conclusões, em um único parágrafo e sem subdivisões.
(c) Descritores (termos do vocabulário controlado) nos três idiomas de publicação (português, inglês e espanhol). Devem ser apresentados de três (3) a seis (6) descritores, separados por vírgula e em letra minúscula (salvo em caso de nome próprio). É obrigatória a utilização de termos válidos, retirados da: Terminologia em Psicologia (http://newpsi.bvs-psi.org.br/cgi-bin/wxis1660.exe/iah/?IsisScript=iah/iah.xis&lang=P&base=TERMINOLOGIA).

Recomenda-se que a elaboração do texto siga a estrutura de um relato científico de estudo de caso com:

(a) Introdução, onde se apresenta o objetivo da pesquisa e o pano de fundo no qual ela foi desenvolvida;
(b) Discussão;
(c) Conclusão ou Considerações finais; e
(e) Referências.

Os artigos de revisão de literatura devem ter no máximo 8.000 palavras, incluindo legendas de imagens, tabelas, agradecimentos e outros elementos.

Resenhas

Resumo crítico de livros, filmes, peças teatrais, com no máximo 2.000 palavras.

Este tipo de trabalho não é avaliado pelos pareceristas ad hoc da Self e não há necessidade de resumo ou descritores.

Artigos especiais

Trabalho de autor(a) convidado(a), abordando temas de interesse do campo da psicologia analítica com indiscutível qualidade científica.

Este tipo de trabalho não precisa atender estritamente aos padrões editoriais da revista e não é avaliado pelos pareceristas ad hoc da Self .

Obrigatoriamente os artigos especiais devem apresentar:

(a) Título nos três idiomas de publicação (português, inglês e espanhol). O título no idioma original deve ter até 100 toques (caracteres com espaço).
(b) Resumo nos três idiomas de publicação (português, inglês e espanhol). O resumo deve ter entre 150 e 300 palavras e deve apresentar o objetivo do trabalho, a metodologia utilizada, seus resultados e conclusões, em um único parágrafo e sem subdivisões.
(c) Descritores (termos do vocabulário controlado) nos três idiomas de publicação (português, inglês e espanhol). Devem ser apresentados de três (3) a seis (6) descritores, separados por vírgula e em letra minúscula (salvo em caso de nome próprio). É obrigatória a utilização de termos válidos, retirados da: Terminologia em Psicologia (http://newpsi.bvs-psi.org.br/cgi-bin/wxis1660.exe/iah/?IsisScript=iah/iah.xis&lang=P&base=TERMINOLOGIA).

(d) Referências.

Os artigos especiais devem ter no máximo 10.000 palavras, incluindo legendas de imagens, tabelas, agradecimentos e outros elementos.

FORMATAÇÕES

1 Texto

O texto deve ser fornecido em arquivo digital compatível com o programa Microsoft Word (em formato DOC, DOCX ou RTF). A formatação dos textos deve seguir as recomendações APA (Publication Manual of the American Psychological Association, Sixth Edition). O padrão da APA está disponível em: https://owl.english.purdue.edu/owl/resource/560/01/.

 2 Quadros e Tabelas

Quadros e  tabelas devem cumprir o papel de ilustrar e esclarecer o texto e devem ser citadas e incluídas no corpo do texto, numeradas sequencialmente em algarismo arábico e apresentar título autoexplicativo,  o responsável pela elaboração e o ano da produção.

Exemplo de quadro:

Quadro 1. Pesquisas sobre o estudo da expressividade artística e a aplicação de diferentes linguagens expressivas na área da saúde
Fonte: Elaboração própria (2018).

3 Figuras

As figuras podem ser fotografias, desenhos, ilustrações, gráficos e esquemas.

Elas ser incluídas e citadas no corpo do texto, numeradas sequencialmente em algarismo arábico e apresentar título e nota explicativa, fonte, créditos e/ou permissão para sua reprodução (se aplicável) e ano de sua produção.

Além disso, as figuras devem ser enviadas separadamente, pela plataforma, com resolução mínima de 300 dpi, nos formatos JPEG ou TIFF.

As figuras têm o papel de ilustrar e esclarecer o texto e os editores científicos e a Self têm a prerrogativa de decidir pela inclusão ou não de todas as figuras enviadas pelos autores, com base em critérios técnicos e científicos.

Exemplo de figura:

 

Figura 1. Xamã de Olkhon, Valentin Hagdaev, Olkhon (Baikal). Reproduzido de Wikimedia Commons, https://commons.wikimedia.org/wiki/File%3AKhagdaev1.JPG. Atribuição: Аркадий Зарубин at ru.wikipedia [CC BY-SA 3.0 (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0)], via Wikimedia Commons (2010).

 

4 Vídeos

Arquivos de vídeo poderão ser submetidos, respeitando o anonimato dos autores (para fins de avaliação) e os direitos dos pacientes. A duração máxima é de três minutos.

Os vídeos devem ser disponibilizados por meio de compartilhamento exclusivo com a Self, de modo a manter seu sigilo e anonimato até a publicação.

 

5 Grafia de termos científicos

Nomes científicos devem ser escritos por extenso, bem como os nomes de compostos e elementos químicos, na primeira menção no texto principal.

 

7 Unidades de medida

Devem ser apresentadas de acordo com o Sistema Internacional de Medidas (www.inmetro.gov.br/consumidor/unidLegaisMed.asp ou http://www.bipm.org/en/about-us/).

 

REFERÊNCIAS

Todas as citações diretas ou indiretas do texto devem ser apresentadas no sistema autor-data e devem obrigatoriamente estar na lista de referências. As figuras (fotografias, desenhos, pinturas) também devem constar na lista de referências.

A Self utiliza o sistema o padrão APA (Manual of the American Psychological Association, Sixth Edition), disponível em: https://owl.english.purdue.edu/owl/resource/560/01/

Os autores são responsáveis pela exatidão das informações relacionadas às referências (elementos obrigatórios) e pelo cumprimento da legislação dos direitos autorais das imagens que tenham sido utilizadas no manuscrito.

Citações

As citações devem ser feitas pelo sistema autor-data, ou seja, mencionando o(s) nome(s) do(s) autor(es) (ou instituição) seguido da data de publicação, inclusive a data da primeira edição para obras clássicas e/ou reeditadas (esta informação pode ser localizada nas páginas iniciais da publicação).

Citação direta com menos de 40 palavras

É a reprodução fiel das palavras e pontuação de um texto, transcrito entre aspas duplas e indicação do(s) autor(es) e das páginas da obra referenciada.

Por exemplo:

                De acordo com Lévy (1999), "Contribui também para a criação de novos planos de existência. Complexifica a estratificação dos espaços estéticos, práticos e sociais. O que não significa, contudo, que não provoque desaparecimentos" (p. 222).

Ou

                De acordo com o autor, "Não posso conceber essa paixão que faz com que as pessoas beijem as crianças recém-nascidas, que não têm ainda nem movimento de alma [...]" (Montaigne, 1595/1984, p. 159).

Citação direta com mais de 40 palavras

A reprodução deve aparecer em parágrafo, sem aspas, com recuo de espaço e justificado.

Exemplos:

Lévy (1999) afirma que

As instituições territoriais são antes hierárquicas e rígidas, enquanto as práticas dos cibernautas têm tendência a privilegiar os modos transversais de relação e a fluidez das estruturas. As organizações políticas territoriais repousam sobre a representação e a delegação, enquanto as possibilidades técnicas do ciberespaço tornariam facilmente praticáveis formas inéditas de democracia direta em grande escala etc. (p. 194).

Anima e animus vive num mundo bem diverso do mundo exterior, num mundo em que o pulso do tempo bate infinitamente devagar, em que nascimento e morte de indivíduos contam pouco.

Não admira que seu ser seja estranho, tão estranho que sua entrada na consciência significa muitas vezes algo como psicose. (Jung,1939/2002, p 280, § 519)

 

Outro

Anima e animus vive num mundo bem diverso do mundo exterior, num mundo em que o pulso do tempo bate infinitamente devagar, em que nascimento e morte de indivíduos contam pouco. Não admira que seu ser seja estranho, tão estranho que sua entrada na consciência significa muitas vezes algo como psicose (Jung,1939/2002, p. 280, § 519).

 

Outro exemplo

Não posso conceber essa paixão que faz com que as pessoas beijem as crianças recém-nascidas, que não têm ainda nem movimento de alma, nem forma reconhecível no corpo pela qual se possam tornar amáveis, e nunca permiti de boa vontade que elas fossem alimentadas na minha frente (Montaigne, 1595/1984, p. 159).

Observações: 

  1. Trechos suprimidos devem ser identificados pelo uso de reticências dentro de colchetes: [...].

 Lévy (1999) afirma que:

As instituições territoriais são antes hierárquicas e rígidas, enquanto as práticas dos cibernautas têm tendência a privilegiar os modos transversais de relação e a fluidez das estruturas. As organizações políticas territoriais repousam sobre a representação e a delegação, [...] do ciberespaço tornariam facilmente praticáveis formas inéditas de democracia direta em grande escala etc. (p. 194). 

  1. Os colchetes também são utilizados para inserções do autor do manuscrito no texto das citações diretas.

Lévy (1999) afirma que: "As instituições territoriais são antes hierárquicas e rígidas, enquanto as práticas dos cibernautas [tipo de usuário da internet] têm tendência a privilegiar os modos transversais de relação e a fluidez das estruturas" (p. 194). 

  1. Em caso de erros (gramaticais, ortográficos, pontuação) no texto da citação direta, incluir, imediatamente após o erro, a expressão [sic] em itálico, dentro de colchetes.

 

Citação indireta

É a interpretação do texto de um autor citado com uma nova redação, sem que se perca o sentido original.

Por exemplo:

A partir disso, conforme afirma Lévy (1999), o ciberespaço é um fomentador de democracia.

 

Citação de citação

Trata-se de reprodução, direta ou indireta, de um texto citado a partir de uma fonte secundária. É sempre recomendável citar a fonte primária. O recurso “citado por” deve ser usado apenas para casos especiais, por exemplo, quando a obra original está esgotada.

Por exemplo:

Para Lévy (1999, p. 100, citado por Santos, 2014, p. 350)

 

Citação de autor desconhecido

Informar o título da obra citada, o ano e a página.

Por exemplo:

This phenomenon is best referred to as a "cumulative collaboration of evidence" (Word Hypotheses, 1967, p. 50).

 

Mais de um trabalho do mesmo autor

This phenomenon is best referred to as a "cumulative collaboration of evidence" (Word Hypotheses, 1967, 1972, 2006), wich he hints toward.

 

Dois autores da mesma obra

Conforme Lévy e Castells (1994)

Ou

(Lévy & Castells, 1994)

 

Entre três e cinco autores

Informar todos os autores separados por vírgulas e antes do último autor usar ", &".

Por exemplo:

(Kernis, Cornell, Sun, Berry, & Harlow, 1993)

Para as citações posteriores, cite o primeiro autor adicionado a et al.

Por exemplo:

(Kernis et al., 1993)

 

Mais de seis autores

Informe o primeiro autor adicionando et al.

Por exemplo:

Santos et al. (2012)

Ou

(Santos et al., 2012)

 

Autor corporativo (empresas, instituições, organizações não governamentais)

De acordo com a American Psychological Association (2000),

 

Autor corporativo conhecido pela sua sigla

Primeira menção:

(Organização das Nações Unidas [ONU], 2010)

Segunda menção:

(ONU, 2010)

 

Citações de Obras Coletadas (Collected Works) de C. G. Jung

Para as obras de Jung, utilizar todos os elementos obrigatórios da APA, com a possibilidade de acréscimo do parágrafo.

(Jung,1950/1986, p. 170, § 280)

 

Formatação de referências

Um autor

Berndt, T. J. (2002). Friendship quality and social development. Current Directions in Psychological Science, 11, 7-10.

Jung, C. G. (1994). Ricordi, sogni, riflessione (A. Jaffé, ed.). Milano: Rizzoli. (Trabalho original publicado em 1962).

 

Dois autores (separados por ", &")

Wegener, D. T., & Petty, R. E. (1994). Mood management across affective states: The hedonic contingency hypothesis. Journal of Personality and Social Psychology, 66, 1034-1048.

 

De três a sete autores (separar os nomes dos autores por vírgulas e usar ", &" antes do último autor)

Kernis, M. H., Cornell, D. P., Sun, C. R., Berry, A., Harlow, T., & Bach, J. S. (1993). There's more to self-esteem than whether it is high or low: The importance of stability of self-esteem. Journal of Personality and Social Psychology, 65, 1190-1204.

 

Mais de sete autores (listar os seis primeiros autores, separados por vírgulas, usar reticências (com espaços) e incluir o último autor, de modo que sejam apresentados os nomes de sete autores)

Miller, F. H., Choi, M. J., Angeli, L. L., Harland, A. A., Stamos, J. A., Thomas, S. T., . . . Rubin, L. H. (2009). Web site usability for the blind and low-vision user. Technical Communication, 57, 323-335.

 

Autor corporativo

American Psychological Association. (2009). Publication Manual of the American Psychological Association (6th ed.). Washington, DC: Author.

 

Autor desconhecido

Merriam-Webster's collegiate dictionary (10th ed.). (1993). Springfield, MA: Merriam-Webster.

 

Dois ou mais trabalhos do mesmo autor e mesmo ano de publicação

Berndt, T. J. (1981a). Age changes and changes over time in prosocial intentions and behavior between friends. Developmental Psychology, 17, 408-416.

Berndt, T. J. (1981b). Effects of friendship on prosocial intentions and behavior. Child Development, 52, 636-643.

 

Capítulo de livro

Quando o autor do capítulo não é o autor (editor, coordenador) da obra completa

Guimaraes, L. A. M., Martins, D. A., & Guimaraes, P. M. (2004). Os métodos qualitativo e quantitativo: similaridades e complementaridade. In S. Grubits & J. A. V. Noriega (Orgs.), Método qualitativo: epistemiologia, complementaridades e campos de aplicação (pp. 79-92). São Paulo: Vetor.

O'Neil, J. M., & Egan, J. (1992). Men's and women's gender role journeys: A metaphor for healing, transition, and transformation. In B. R. Wainrib (Ed.), Gender issues across the life cycle (pp. 107-123). New York, NY: Springer.

Ramos, H. (2003). Neurose na infância não é nenhum bicho-papão. In M. A. M. Fernandes (Org.), Quando uma criança precisa de análise? (pp. 75-86, Coleção 1ª Infância). São Paulo, SP: Casa do Psicólogo.

 

Quando o autor do capítulo é também autor do livro

Brecht, B. (1991). Vida de Galileu (Vol. 6, 2a ed., pp. 51-170). Rio de Janeiro: Paz e Terra. (Trabalho original em alemão publicado em 1955).

Freud, S. (1996). Luto e melancolia (Obras completas, Vol. 14). Rio de Janeiro: Imago. (Trabalho original publicado em 1917).

Jung, C. G. (1991). Tipos psicológicos (OC, Vol. VI). Petrópolis, RJ: Vozes. (Trabalho original publicada em 1956).

 

Introduções, prefácios, posfácios (ver Capítulo de livro)

Funk, R., & Kolln, M. (1998). Introduction. In E. W. Ludlow (Ed.),Understanding English grammar (pp. 1-2). Needham, MA: Allyn and Bacon.

  

Artigos de revistas científicas

 Artigo com DOI

Para documentos eletrônicos que possuam o número do DOI (Digital Object Identifier), é obrigatória a sua apresentação ‒ neste caso, não é necessário informar a data de acesso ao conteúdo.

Jung, A. A., Simmon, B. B., & Santos, C. C. (2016). A full color world. Journal of Comparative and Physiological Psychology, 55, 893-896. http://dx.doi.org/xx.xxx/yyyyy.

  

Artigo de revista científica online

Bernstein, M. (2002). 10 tips on writing the living Web. A List Apart: For People Who Make Websites, 149. Retrieved from http://www.alistapart.com/articles/writeliving

Smyth, A. M., Parker, A. L., & Pease, D. L. (2002). A study of enjoyment of peas. Journal of Abnormal Eating, 8(3), 120-125. Retrieved from
http://www.articlehomepage.com/full/url/

 Observação: Para endereços eletrônicos, os links (URL) devem estar ativos e levar diretamente ao documento citado.

  

Artigo de revistas não científicas

Henry, W. A., III. (1990, April 9). Making the grade in today's schools. Time, 135, 28-31. 

 

Artigo de jornal não científico

Reuters. (2001, 27 de dezembro). "O Senhor dos Anéis" exigiu produção grandiosa. Folha Online. Recuperado de https://www1.folha.uol.com.br/folha/reuters/ult112u10030.shtml.

Schultz, S. (2005, December 28). Calls made to strengthen state energy policies. The Country Today, pp. 1A, 2A.

Zorzanelli, M. (2018, 21 de novembro). Sejamos tristes!. Folha de S. Paulo, p. E3.

 

Livros no todo

Brecht, B. (1978). Estudos sobre teatro. Rio de Janeiro: Nova Fronteira. (Texto original em alemão publicado em 1957).

Santos, C. C. (2016). A full color world: An applied study. Rio de Janeiro: ABR Publisher.

 

Editor/Organizador (sem atribuição de autoria individual)

Duncan, G. J., & Brooks-Gunn, J. (Eds.). (1997). Consequences of growing up poor. New York, NY: Russell Sage Foundation.

 

Tradutor

Laplace, P. S. (1951). A philosophical essay on probabilities. (F. W. Truscott & F. L. Emory, Trans.). New York, NY: Dover. (Original work published in 1814)

 

Documento governamental

National Institute of Mental Health. (1990). Clinical training in serious mental illness (DHHS Publication No. ADM 90-1679). Washington, DC: U.S. Government Printing Office.

 

Carta ao Editor

Moller, G. (2002, August). Ripples versus rumbles [Letter to the editor]. Scientific American, 287(2), 12.

 

Imagem em movimento (video, filmes)

Nolan, C. (Director). (2005). Batman begins [DVD]. Burbank, CA: Warner Bros.

Salles, W. (Diretor), Bernstein, M., & Carneiro, J. E. (Roteiristas). (1998). Central do Brasil [filme]. [s.L.]: VideoFilmes.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados à revista Self serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.