Voltar aos Detalhes do Artigo A existência segundo Fernando Pessoa: "Ninguém vê senão a alma em que ermo habita"