1.
Faro M. As deusas celtas e a jornada simbólica da alma feminina. Self - Rev. Inst. Junguiano São Paulo [Internet]. 27º de maio de 2020 [citado 30º de setembro de 2020];50:1-20. Disponível em: https://self.ijusp.org.br/self/article/view/110